sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Resenha: A culpa é das estrelas, de John Green.

Por Ana Coutinho

A culpa das estrelas fala sobre um romance entre dois adolescentes que se conheceram (e se apaixonaram) em um grupo de apoio para jovens com câncer. A fragilidade da doença faz com que eles se aproximem e se entendam como ninguém. Hazel Grace, a adolescente de 16 anos que sobrevive a base de uma espécie de droga que serve para combater a metástase no seus pulmões, sofre com o tratamento e espera que sua vida termine para sofrer menos e fazer seus pais sofrerem menos também; e Augustus Waters, o adolescente de 17 anos, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma (um câncer) e diferente da Hazel, já completou o tratamento e mesmo tendo perdido uma perna é uma pessoa alegre que adora ajudar seus amigos.

Assim como Hazel, Augustos é muito inteligente e tem um ótimo senso de humor. Ele gosta de fazer piadinhas sobre o mundo do câncer, que para ele, é o jeito certo de enfrentar esse problema que hoje vem atacando milhares de pessoas.

Na capa do livro, além do título e do nome do autor está escrito "Você vai rir, vai chorar e vai querer mais", mas isso não aconteceu comigo, contrariando as indicações que eu tive para ler esse livro. Claro que a história é trágica, emocionante, linda e maltrata o coração de qualquer um que lê, mas não consegui despertar aquela vontade de chorar. Talvez em outro momento eu consiga ver o livro com outros olhos e consiga sentir tudo o que outros leitores sentiram.

Mesmo contrariando todas as opiniões eu recomento a leitura, pois talvez eu tenha sido uma das únicas leitoras a contrariar essas opiniões. Para pessoas que gostam de livros super dramáticos com personagens sarcásticos não deixe de ler A culpa é das estrelas, tenho certeza que você sentirá aquilo que eu não senti!

Referência:

GREEN, John. A culpa é das estrelas. São Paulo: Intrínseca, 2012.

Nenhum comentário: