sexta-feira, 22 de novembro de 2013

A nossa água

Por Gabriel Kons.

Pela manhã você acorda, liga a luz, toma banho, prepara seu café. Depois de se alimentar usa o banheiro, escova os dentes e está pronto para fazer seus afazeres do dia. Se parar para pensar, vai ver que, para todas essas atividades se precisou usar água. A energia vinda das hidrelétricas é que faz lâmpadas funcionarem, geladeiras e chuveiros também. Até para a produção do papel que você usou para limpar a boca foi preciso de água. 

Usando somente essa lógica vemos que ela é essencial para a nossa vida. Sem a quantidade de água suficiente, não é só a nossa rotina que fica comprometida, mas também a nossa sobrevivência. O ser humano só existe por causa dela, e a quantidade restante deste recurso é uma das principais questões debatida no mundo atual.

Em um relatório feito pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) em 2009, diz que em 2025, 3 bilhões de pessoas sofrerão com a falta da água   

No planeta Terra existe aproximadamente 1,39 bilhão de quilômetros cúbicos de água. Desse total, 97,2% dela é salgada e não pode ser aproveitada para consumo. Restam 2,8% de água doce, dos quais mais de dois terços ficam em geleiras, o que inviabiliza seu uso. Menos de 0,4% da água existente na Terra está pronta para atender às necessidades humanas. Porém, está havendo um grande desperdício desse recurso natural. Atualmente, 69% da água potável é destinada para a agricultura, 22% para as indústrias e apenas 9% usado para o consumo humano.    
                               
Se cada um fizer sua parte, o desperdício será cada vez menor. Pequenas atitudes ajudam a transformar o mundo.

Possíveis costumes para reduzir o desperdício de água:

- Aproveitar as águas da chuva, armazenando-as de maneira correta;

- Fechar a torneira enquanto escova os dentes;

- Reaproveitar o papel. Isso é muito importante, pois para produzir papel gasta-se muitos litros de água;

- Acabar com o pinga-pinga da torneira. Uma torneira gotejando, gasta, em média, 46 litros de água por dia;

- Reduzir o consumo doméstico de água potável;

- Não contaminar os cursos d’água;

- Agir como consumidores conscientes e exigir que as empresas produzam detergentes e produtos de limpeza que diminuam a poluição do meio ambiente (biodegradáveis);

- Evitar o desperdício, cuidando dos vazamentos de água, e não lavar as calçadas utilizando água potável;

- Ao tomar banho, devemos desligar o chuveiro ao ensaboar, pois uma ducha chega a gastar mais de 16 litros de água por minuto.

  
Crédito de imagem:
 http://futurodaagua.atarde.uol.com.br/?p=512 acesso em 18.nov.2013.      
Referências:

Nenhum comentário: