segunda-feira, 4 de novembro de 2013

A Menina do Pão de Mel

Por Isabela Popenke

Era a Menina do Pão de Mel
Com seu coraçãozinho mole
E seus olhos cor do céu

Seus cabelos
Negros como a noite
E sua boca a falar
O idioma das estrelas
E o dos pássaros
Quando se dispunha a cantar

Amava
Rodopiava
Pulava
E chorava
Ah, quando chorava!
Transformava suas lágrimas em doçura
A doçura

De saber viver.

Um comentário:

Anônimo disse...

Que lindo poema!! Parabéns, adorei.
Daniele.