segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Desafio de História – Pensamentos iluministas

Por Prof. Fernando Leocino

Queridezas das mentes iluminadas!

Depois de alguns dias sem aula, é hora de voltarmos a “iluminar” nossos caminhos do conhecimento. Relembrando nossas discussões de sala, e lendo novamente os textos “Ciência: à procura das leis universais” e “A filosofia das luzes” (da historiadora Joelza Rodrigue), analise os documentos abaixo e responda (no caderno) as questões seqüenciais:

Documento 1 – A tolerância.


"Não é aos homens que me dirijo, é a ti, Deus de todos os seres, de todos os homens e de todos os tempos (...). Que as pequenas diferenças entre as vestimentas que cobrem nossos fracos corpos, entre nossos costumes ridículos, entre todas as nossas leis imperfeitas, entre todas as nossas opiniões insensatas (...) que todas as pequenas nuances que distinguem os átomos chamados homens não sejam motivos de perseguição".

VOLTAIRE (François Marie Arouet). Tratado sobre a tolerância, 1763. In: Histoire. Colletion J. Monnier. Paris: F. Nathan, 1966.

O que esse documento nos faz pensar sobre a sociedade da época?
Que idéias iluministas aparecem nesse documento?


Documento  2 – A divisão dos poderes.


"Quando na mesma pessoa, ou no mesmo órgão de governo, o poder Legislativo está unido ao poder executivo, não existe liberdade (...) E também não existe liberdade se o poder Judiciário (pode de julgar) não estiver separado do poder Legislativo (poder de fazer as leis) e do poder Executivo (poder de executar, de pôr em prática as leis)".

MONTESQUIEU (Charles-Louis de Secondatt). O Espírito das Leis, 1748. In: FREITAS, G. de. 900 textos e documentos de História. Lisboa: Plátano, 1978, p.24.

Segundo o autor, o que garante a liberdade?
Para ele, qual era o papel do povo?
Essas idéias eram favoráveis ou contrárias à forma do governo existente na época na França?


Documento 3 – O contrato social.

 "Já que nenhum homem tem uma autoridade natural sobre o seu semelhante e já que a força não produz nenhum direito, restam pois, os contratos (pactos) para a base de toda a autoridade legítima entre os homens. (...) Já vimos que o poder Legislativo pertence ao povo e só a ele pode pertencer. (...)
O soberano pode, em primeiro lugar, entregar o governo a todo o povo ou à maior parte ao povo. Dá-se a essa forma de governo o nome de Democracia. Ou, então, pode entregar o governo nas mãos de um pequeno número, e essa forma tem o nome de Aristocracia".

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Do contrato social, 1762. In: 900 textos e documentos de História. Lisboa: Plátano, 1978, p.28.

Em que o trecho Rousseau critica o absolutismo?
Segundo ele, em que se baseia a autoridade legítima?
O que são democracia e aristocracia?


Documento 4 – Luis XV – Rei da França, responde aos iluministas


"É exclusivamente na minha pessoa que reside o poder soberano, cujo caráter próprio é o espírito de conselho, de justiça e de razão. É só de mim que meus tribunais recebem a sua existência e sua autoridade. (...) É de mim unicamente que pertence o poder legislativo sem dependência, nem partilha".

Luís XV de Bourbon, ao Parlamento de Paris em 3 de março de 1766. 900 textos e documentos de História. Lisboa: Plátano, 1978, p.22.

Que doutrina política esta presente nesse documento?
O que há de divergente entre as idéias de Luís XV e as de Montesquieu, presentes no doc. 2?


Questão-chave: Escolha um trecho de algum dos documentos (1, 2 ou 3) e faça uma breve relação com a atualidade. Achas que o que foi projetado pelos iluministas do século XVIII foi/está sendo concretizado na prática da sociedade em que vivemos? Justifique sua resposta! =D

Atividade para o dia 03.nov.2011.


BEIJO NO CÉREBRO! 

domingo, 23 de outubro de 2011

Drogas na Adolescência


Por Alexandre Bento


O uso de drogas é um fenômeno que esta na história da humanidade há muito tempo. Nos dias de hoje é um grave problema de saúde pública, com sérias conseqüências sociais para o futuro dos jovens e de toda a sociedade. 

À medida que os tempos estão passando, os adolescentes ficam mais sujeitos ao contato com as drogas.  A adolescência é uma etapa da vida que os jovens são “rebeldes” (não aceitam orientações), pois estão testando a possibilidade de ser adulto, de ter poder e controle sobre si mesmo. É um momento em que "naturalmente" afasta-se da família e se aproxima mais ao seu grupo.

Existem muitos motivos que encaminham os jovens para o mundo das drogas como: problemas com os pais, para serem aceitos em algum grupo, curiosidade pelo que é novo e diferente, amizades, entre outros… Esses motivos são suficientes para que os adolescentes caiam em um vício, que depois pode ser difícil sair ou abandonar completamente. 

Na primeira fase, a frase mais usada é "quando quiser largo isto, não sou dependente", mas o pior é que a cada dia que passa a situação vai piorando e as doses aumentando, mas a maneira de pensar continua até que eles cheguem ao ponto de total dependência.

São poucos os pais que percebem o rumo que seus filhos vão tomando, talvez por trabalharem tanto para conseguir dar aos filhos o conforto que não tiveram, e assim acabam cometendo o grande erro da desatenção. Muitos pensam que para os adolescentes serem “normais” eles devem ter tudo que quiserem de forma material.

Ao descobrirem que o filho adolescente está usando drogas, alguns pais começam a se sentirem culpados, ficam se questionando onde erraram na educação do filho. Eles ficam querendo saber por que essa situação esta acontecendo com seu filho se não lhe falta nada em casa.

Os pais e as escolas têm o dever de prepararem os adolescentes para a vida em sociedade. Mas será que o uso de drogas se reflete na educação que os adolescentes receberam? Vários fatores levam uma pessoa ao vício – a personalidade, os amigos e até facilidade de conseguir drogas. A família tem uma grande influencia mais até um certo ponto.

E você leitor o que acha de tudo isso?

Fontes:
www. aadolescencia1.blogspot.com acesso em 23.out.2011.

Crédito da imagem:
http://www.corposaun.com/terapia-na-adolescencia-pode-evitar-os-perigos-da-dependencia-quimica/14928/

Maus tratos com animais


Camila Maia e Júlia Carioni

Oi gente! Como vocês estão hoje?

Hoje nós viemos falar sobre um assunto muito importante: os maus tratos com animais. Os maus tratos podem ocorrer de diversas formas, prejudicando os bichinhos que fazem companhia para o homem, e que merecem viver tanto quanto nós. 

 

Como foi citado acima existem várias formas de maus tratos, alguns deles são: 
- Os abatedouros (Abatedouro é a instalação industrial destinada ao abate, processamento e armazenamento de produtos de origem animal).
- Animais de circo: muitas vezes o que mostram nos circos, não é bem o que acontece. Nos bastidores, os animais são maltratados e forçados a fazerem coisas que não querem somente para benefício de seu criador;
- E por fim, a violência doméstica contra animais: maltratar animais domésticos é algo muito comum, ao contrário do que normalmente pensamos. Às vezes, sem querer maltratamos nosso cachorro, gato, etc.. Não nos damos conta de que o machucamos o deixado triste.
Existem pessoas que deixam os animais domésticos presos, sem comida, às vezes os envenenam, os deixam sem as mínimas condições de higiene, agridem, e até os abandonam: ISSO É MALTRATO!

Você, caro leitor... Acha isso certo?
Não acha certo, mas pensa que não pode ajudar?

Quando se é testemunha do ato de maus tratos contra animais, pode-se denunciar isso ajudando os animais indefesos, e fazendo quem sabe, com que o dono repense suas ações. Afinal, isso é crime!
Aqui vai um site, onde você pode entrar em contato com alguma ONG e denunciar:


 
Leitores, dêem suas opiniões ;)
Até mais, beijos,
Camila e Júlia


Referências do texto:


Crédito das imagens:



O lado obscuro da fama


Por Eryck Schmitz
Olá pessoas, tudo bem?

Estou aqui para apresentar a vocês meu texto: o lado obscuro da fama.

Quando eu digo o lado obscuro da fama, estou me referindo a outro mundo vivido pelos artistas. Aparentemente a fama pode trazer tudo de bom: carros, dinheiro, casas, festas, luxos e mais dinheiro. No entanto, isso não é tão simples. A fama tem um preço e pode exigir muito de quem a usufrui. Uma pessoa que viveu nesse lado da fama é a cantora Lady Gaga (estadunidense).

A cantora afirma ter experimentado este lado obscuro durante suas turnês. Ela acabou usando drogas para poder dar conta de seus shows exaustivos e da pressão do showbizz. O resultado foi a aparição em shows de uma cantora fraca, tonta, desequilibrada. Chegou a cair durante várias de suas apresentações deixando milhões de fãs preocupados.  
  
Em 2009 Lady Gaga lançou o álbum The Fame Monster e seu primeiro single divulgado foi Bad romance, que acabou atingindo o topo das paradas musicais de dezoito países (Abaixo o videoclipe traduzido)

 

The Fame Monster conta em cada uma de suas faixas um pouco deste lado pouco conhecido da fama. Mas Gaga não foi a única a passar para esse lado. Outros astros do mundo da fama como Lobão, Slash, Ozzy Osbourne e Pink também tiveram contato com esta experiência, usando drogas ou abusando do álcool. Outro exemplo (meu “preferido”) é o da cantora estadunidense Britney Spears. Seus problemas a fizeram mudar radicalmente até seu visual. A mudança radical ocorreu após a cantora ter passado uma internação em uma clínica de desintoxicação na ilha de Antigua (América Central).

Cuidado: ela está armada!

Então, acho que isso já é o bastante para vocês conhecerem um pouco melhor esse outro lado da fama. Para os que sonham em ser famosos fica o conselho: vá devagar com a fama para não acabar como nossa “amiga” ali de cima.

BEIJO DO GORDO! UOUUUUU!

Fontes:
PHOENIX, Helia. Lady gaga: biografia. Lua de papel, 2010.
www.mtv.com acesso em 10.out.2011.
Programas de televisão: “Acesso MTV” e “Especial Multishow - Lady Gaga”.

Créditos das imagens:

sábado, 15 de outubro de 2011

Ataque ao World Trade Center – 11 de Setembro


Camila Maia 

Há 10 anos ocorreu o ataque “terrorista” contra os Estados Unidos que destruiu as torres gêmeas. Muitas foram as notícias no mês passado sobre o assunto. Com tantas informações a respeito, novos alertas e descobertas, resolvi escrever esse texto. Espero que com ele, vocês leitores, entendam, comentem e pensem a respeito de desse ataque “terrorista”:

- As torres gêmeas eram duas torres do maior conjunto comercial do mundo, o World Trade Center que ficava em Nova York, e que simbolizavam o “poder econômico” dos EUA.

Veja a figura abaixo:

 

- Quatro aviões foram sequestrados pela rede terrorista Al-Qaeda, que planejava um enorme ataque contra os EUA. Um dos objetivos era de aterrorizá-los mostrando que não eram imunes a ataques terroristas. Dois dos aviões destruíram as torres gêmeas, outro caiu no Pentágono (sede do departamento de defesa dos Estados Unidos), e um deles caiu na Pensilvânia.

- O avião Boeing 757 que caiu na Pensilvânia, segundo relatos, não atingiu nenhum “ponto estratégico” porque foi controlado pelos passageiros, caindo então em uma área desabitada.

- Quase três mil mortos, sendo eles: passageiros dos aviões, trabalhadores e visitantes das torres, pessoas que não conseguiram se salvar quando o prédio de enorme altura desabou, assim como militares do pentágono, etc.

Diversas foram as especulações. Existem controvérsias de que o ataque terrorista da Al-Qaeda na verdade foi um ataque planejado pelo governo da época (com o presidente George Bush). Assim como as teorias de que não foram os aviões que causaram a queda das torres, e sim, que ocorreu a queda das torres por uma implosão. Que não foi uma falha deixar os terroristas embarcarem nos aviões, e sim um plano do governo.

Eu ainda acredito na teoria mais provável do ataque da rede terrorista suicida, sem intromissão do governo, já que agora, fazendo uma década desde 11 de setembro de 2001, são alertados riscos de um novo ataque da rede Al-Qaeda.
Museus foram construídos, patrimônios em memória aos mortos. Além disso, está em construção a maior torre dos Estados Unidos, dizendo ser maior e mais forte que as Torres Gêmeas: a Torre da Liberdade (construída com as cores da bandeira do país).


- Ainda existem diversas formas que procuram expressar os momentos vividos pelo ataque as torres gêmeas. Formas artísticas como músicas, filmes, peças de teatro, etc.

Exemplos de filmes onde é possível se ver o “desastre”:

- Torres Gêmeas
- Lembranças
- 11’09’’01 (11 de Setembro)
- Fahrenheit 11 de Setembro
- Vôo United 93

Nas músicas, por exemplo, nem sempre ficam claras nas letras as críticas contra o governo (sobre seu modo de agir em relação a política geral, e à proteção ao país) e sobre o 11 de setembro, mas passam uma mensagem desde o momento do ataque, como também os fatos que foram acontecendo depois. Nesses casos, as críticas estão nas entrelinhas das composições.

Exemplos de músicas:

- Freedom, Paul McCartney
- American Idiot, Green Day
- Living with War, Neil Young


Para entender melhor assista o vídeo:


E você, o que pensa de tudo isso?

Concorda que o ataque de 11 de setembro foi realmente realizado pela rede Al-qaeda, ou que foi planejado pelo governo estadunidense?
Para muitas pessoas ficou marcado o que estavam fazendo no momento em que foi noticiado o ataque contra as torres gêmeas, e você? Lembra do que fazia nessa hora?

Esperam que tenham compreendido um pouco melhor sobre o 11 de Setembro.
Até mais ;)


Referências do texto:




Crédito das imagens: