domingo, 18 de agosto de 2013

O violão

Por Ana Luiza Barcelos.

- Um pouco da história do violão

Indícios apontam que o violão já existia há dois mil anos antes de cristo, na antiga Babilônia, já que arqueólogos encontraram placas de barro com figuras seminuas tocando musicais, muitos deles similares ao violão atual. Existem descobertas de outros instrumentos semelhantes ao violão nas cidades de Assíria (norte da antiga da Mesopotâmia), Susa e Luristan que ficam na Ásia. Os instrumentos de cordas também eram usados pelos gregos e egípcios.

O violão é composto por seis cordas, às cordas são contadas a partir da mais fina: 1° mi agudo 2° si 3° sol 4° ré 5° lá 6° mi grave.

O violão faz parte do grupo de instrumentos de cordas pulsadas, assim como a guitarra, o alaúde, a vihuela, e as sem braço como a harpa e a lira.

Existem hipóteses sobre a origem do violão. Uma delas é a de que tenha sido derivado do alaúde, que os egípcios, os persas e os árabes levaram junto para a Espanha. A outra hipótese é de que o violão sofreu transformações e adaptações a partir de um instrumento grego chamado kathara grega ou assíria.

- Curiosidades

Em outros países que não falam a língua portuguesa, o nome do violão é guitarra, em inglês se diz guitar, em francês guitare, em alemão gitarre, em italiano chitarra, e em espanhol guitarra.

No Brasil , quando a palavra guitarra é falada, estamos nos referindo a um instrumento elétrico chamado guitarra elétrica, isto porque os portugueses que introduziram esse instrumento.

Os portugueses possuem um instrumento com as mesmas formas e característica do violão, sendo um pouco menor, denominando de viola. Assim o instrumento maior passou a ser referido com seu nome no aumentativo: de viola para violão.


Referências:

Aborto: vale a pena tirar a vida de uma criança?

Por Ricardo Kruger

É com interesse em noticiários, jornais, internet, entre outros em que penso no assunto do aborto. Durante os anos podemos perceber que a vários casos de aborto no Brasil e no mundo. Mas primeiro, o que é o aborto?

No caso, aborto ou interrupção da gravidez, seria basicamente tirar a vida de um embrião e removê-lo prematuramente. Normalmente, esses casos são realizados com uso de medicamentos ou de cirurgia. São classificados em duas formas: o aborto inseguro e o induzido. O inseguro seria basicamente a forma ilegal de se realizar o aborto, várias vezes faltando higienização e falta de recursos, e muitas vezes realizados pela classe média baixa, por falta de dinheiro. Já o induzido, é realizado por profissionais e com higienização necessária. Essa é a forma mais segura de aborto na medicina atual.


Recentemente, o Brasil aderiu uma lei que não permite a realização do aborto em casos de estupro. Sobre essa questão venho pensando: será que essa mãe tem direito ao aborto? Ela não queria engravidar. Já o filho, sim, ele tem direito de viver. Essa questão que me deixa um pouco confuso, e a opinião sobre esse assunto depende de cada pessoa. E você o que acha disso?