segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Meu querido escritor, parte 1

Por Isabela Popenke

Dizem que na adolescência você tem sempre “tempo de sobra” e que é só questão de organização. No meu caso, eu organizo meu tempo em cinco coisas: literatura, escrita, cinema, música e artes. A primeira ali, me cativa tanto que eu sempre anoto as frases, releio várias vezes os meus livros favoritos e monto uma lista com os melhores escritores – que eu resolvi compartilhar com vocês.

O primeiro deles é Jay Asher. Ele nasceu em Arcadia, Califórnia (EUA) no dia 30 de setembro de 1975 e cresceu em uma família onde todos o encorajavam a escrever. Porém, ainda é considerado um escritor estreante, com apenas dois livros no currículo: “Os 13 Porquês”, seu livro de estreia e “O Futuro de Nós Dois”, co-escrito com Carolyn Mackler. Mas por que ele é um dos meus escritores favoritos? Bem, o primeiro livro dele (Os 13 Porquês) é simplesmente um dos melhores livros que já li.

Conta a história de uma garota chamada Hannah Baker, que se suicida e deixa sete fitas contendo os treze motivos (mais precisamente, pessoas) pelos quais ela cometeu suicídio. As fitas vão passando para cada um dos envolvidos até chegar as mãos de Clay Jensen, um garoto que pensava não ter feito nada à ela e precisa descobrir como seu nome foi parar lá. Com o sucesso de seu livro, Asher pôde ajudar várias pessoas que passavam pelos mesmos problemas que os personagens e despertar a vontade pela leitura em muitos jovens. No site oficial do livro (http://www.thirteenreasonswhy.com/ em inglês), os leitores podem enviar seus depoimentos sobre a experiência que tiveram lendo o mesmo e, acredite, a grande maioria diz como passou a prestar mais atenção no peso que as palavras tem sobre as pessoas e como elas afetam as nossas vidas. É por isso que ele é um dos meus favoritos: porque me ensinou essa lição que talvez nem um milhão de livros conseguissem ensinar.

REFERÊNCIAS:
Biografia de Jay Asher: http://www.skoob.com.br/autor/2558-jay-asher acesso em 27.out.2013.

Nenhum comentário: