segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Mãe, metade que me dá força de vontade.

Por  Natália Sperdutti.
          
Se não fosse seu sorriso
Todos os dias me guiando
Eu estaria perdido

Cada gesto uma recordação
Pode deixar, não vai ser em vão.

Cada momento um aprendizado
Que foi cultivado.

Hoje sou motivado a conquistar
Tudo aquilo que me faz vibrar.

A cada momento nosso, um orgulho
De mãe que me faz valorizar o valor
Do nosso amor

Amor mais bonito não há, te amo

MÃE!

Um comentário:

Anônimo disse...

Amei seu poema! Temos que valorizar e se orgulhar de nossas mães mesmo, elas são de ouro. E como você falou “ amor mais bonito não há”.
Por Ana Luiza Ramos Barcelos