quinta-feira, 27 de maio de 2010

Despedida...

Por Equipe de Criação,

OLÁ PESSOAL!

Então como já disse no texto anterior, estamos nos despedindo do blog e dando espaço para mais um grupo de criação que escreverá neste próximo trimestre. Achamos o blog uma experiência incrível para nós e tenho certeza que o próximo grupo vai se dedicar e fazer textos muito legais e gostarão  também da experiência! Novas viagens, experiências, assuntos, vídeos,imagens, tudo novo para os próximos posts! Nossas atividades no blog terminam por aqui, mas muitos projetos e viagens ainda estão por vir.

Muito Obrigada,

A maldição que vem atingindo adolescentes...

Por Nicole, 

Uma entrevista de Thiago Careço de Oliveira, no Diário Catarinense, afirma sobre de fato de que as drogas estão atingindo por geral os adolescentes, tendo 90% de mortes na Grande Florianópolis responsável pelo tráfico.

Thiago Careço de Oliveira, relata que muitas dessas mortes , acontece por motivos da vingança, cobrança de dívidas que não foram pagas e também por quererem dominar territórios.

Hoje em dia , observando em jornais , vemos que São Lucas (Centro para adolescentes infratores) está sempre lotado , isso é um problema e tanto, porque se um adolescente comete um crime ele logo terá que ser libertado simplesmente porque não tem vaga, e isso é um problema para Santa Catarina.

Fatos que ocorrem  direto no São Lucas é que muitos adolescentes fogem e voltam para a vida do crime, se houvesse estrutura de contenção com certeza eles não fugiriam, mas infelizmente o município não tem a estrutura de assistência para que eles venham sair da criminalidade.

Segundo o promotor uma das coisas importantes seria a conscientização da população sobre o uso de drogas, para que amenizasse a quantidade de mortes no nosso Estado, afirmando desde então que o usuário de maconha é quem financia armas, o ponto de drogas e o tráfico.

Exemplo: O morro do Mocotó tem um traficante que tem condições de pagar R$ 500.000 mil reais de honorários para advogados, isso porque ele teve faturamento de 1 milhão por mês na distribuição de drogas.
 
É isso que vem preocupando o Estado, justamente por causa que pode acontecer de atingirem as crianças ,e esse caso o governo tem que ter a consciência de priorizar a educação das crianças de hoje para que no futuro não venham se tornar traficantes,usuários de drogas, ladrões ou coisa pior.

Fonte: Diário Catarinense,domingo,21 de fevereiro de 2010, pag:37

terça-feira, 25 de maio de 2010

AIDS e preconceito

Por Nicole,



O livro “Depois daquela viagem”, relata sobre a história de uma garota que sofreu muito ao saber que estava com o vírus da HIV, mas superou e seguiu em frente.Valéria escreveu este livro porque foi incentivada por amigos, abordando desde então que não aceitou que era portadora dessa doença,mas enfrentou preconceitos,encarou com tudo de que teria que lutar pela sua vida a cada dia que passasse.

Valéria estava contaminada sim, mas antes dela ter ou não AIDS, ela é um ser humano ao qual tem direitos iguais, não podendo ser discriminada. É difícil sim aceitar estar com o HIV,de saber que vai estar com a doença pela vida toda, mais tem que encarar seguir em frente, superar os preconceitos e assumir “Tenho AIDS sim”e mostrar para os preconceituosos que não é por um simples toque , um simples beijo no rosto , um simples cumprimento que irá pegar a doença , precisamos ter a consciência de que a AIDS só se pega através do contato sexual, e que a pessoa com o vírus do HIV pode viver uma vida normal, ter filhos sem o vírus, ter relações sexuais sem ter medo de se contaminar o seu companheiro.
Ao estudar-mos sobre a doença, podemos afirmar que a AIDS ataca as células de defesa do corpo,pois com a imunidade é mais baixa o organismo fica fraco facilitando com que pegue doenças com mais facilidade, como por exemplo : resfriado que não é tratado tem grande chance de ter tuberculose ou pneumonia.

Preconceitos ao qual muitos com a doença enfrentam:

Rosana Ferreira - Eu diria que não, ainda é comum as pessoas terem preconceito quando deparadas com algum caso de HIV/AIDS. A epidemia surgiu entre alguns segmentos da sociedade (usuários de drogas injetáveis, homossexuais e prostitutas) e isso causava bastante preconceito entre as pessoas. Hoje, a AIDS está em todos os segmentos sociais, mas, mesmo assim, ainda são visíveis os comportamentos discriminatórios e preconceituosos, muitas vezes, por falta de informação e conhecimento, por esse estigma causado desde o início da epidemia. A AIDS ainda não tem cura, mas tem boas chances de tratamento e a possibilidade de viver com qualidade de vida.
Bibliografia:http://empregos.ig.com.br/carreira/noticias/2009/12/01/soropositivo+ainda+enfrenta+preconceito+no+trabalho+diz+especialista+9187579.html

Tratamentos

Hoje em dia temos mais recursos para o tratamento. Uma pessoa infectada pelo HIV pode viver com o vírus por um longo tempo,tomando devidos cuidados.
Como por exemplo:tomar coquetéis e outros medicamentos que fazem com que fortaleça sua imunidade e tendo acompanhamento com o médico sempre para ter o controle de sua doença.

Sintomas

A AIDS é uma doença que não se manifesta da mesma forma em todas as pessoas, mas geralmente a pessoa começa ter perda de peso, febres,diarréia.

Previna-se!

domingo, 23 de maio de 2010

A obsessão pela beleza

Por Ana Luiza,


Bom pessoal, para finalizar minha atividade aqui no blog, vou falar um pouco sobre padrões de beleza hoje no Brasil, ah, só para lembrá-los semana que vem o próximo grupo de criação assume nosso lugar aqui e vai postar textos ao longo do próximo trimestre.

Mas, voltando ao assunto,você já deve ter percebido esta obsessão das mulheres em ficarem magras e bonitas, tudo isso está ligado a um padrão de beleza imposto pela sociedade e pela mídia, seja pela televisão,filmes, revistas de moda, de “como perder 10 kg em 10 dias”, e por aí vai.Mas,este padrão nem sempre foi o mesmo, por exemplo na época da renascença as mulheres eram “gordinhas”, e ser assim significava que a família dela era abastada, já na idade média, o padrão era de uma mulher com quadril largo e ventre avolumado.


O problema nestes padrões impostos pela mídia está nesta obsessão nas mulheres em ficarem “bonitas”,e magras, por isso o número de cirurgia plásticas no Brasil aumenta mais a cada ano, e os casos de anorexia e bulimia estão frequentes principalmente em jovens entre 12 e 15 anos, mas os problemas não param por ai, o uso continuo de medicamentos como laxantes sem orientação médica, provocam grandes danos à saúde, e sem contar com o lado emocional que fica abalado.Se você acha que só as mulheres se preocupam com isso, está enganada, apesar de ser menos comum, os homens tentam seguir aquele padrão de homem musculoso, mas alguns, para alcançarem tal forma física se arriscam ingerindo anabolizantes, que muitas vezes causam impotência sexual.

Bom gente, é isso, acho que toda esta história de padrão de beleza é muito ruim, não acho que as pessoas precisem ser magras e etc., para serem “aceitas” na sociedade, para falar bem a verdade, nunca vamos conseguir que todas tenham um padrão, afinal existem formas físicas totalmente diferentes, o que todos temos que fazer primeiro de tudo é nos valorizar, saber notar os pontos positivos e os negativos e melhorar, mas é claro, sem exageros, não precisamos tornar isto tudo uma obsessão a ponto de prejudicar nossa saúde não é mesmo? Pense nisso!

Tchau!

Deficiência no Brasil

Por Nicole e Leonardo,

Em média o Brasil apresenta 14,5% de sua população com algum tipo de deficiência. muitos dos paraplégicos não aceitam o fato de estar em uma cadeira de rodas simplesmente porque a pessoa se torna limitada necessitando então de ajuda para muitos afazeres.

Muitas escolas não estão adaptadas à estes deficientes, mas há também aquelas que estão tentando se adaptar a eles. Hoje em dia as escolas tem que ser um espaço acolha as diferenças, sejam culturais,religiosas,biológicas, dentre outras. Muitas escolas tem dificuldades de trabalhar com as diferenças.A maioria desses estabelecimentos quer abrir um espaço para sujeitos com tais diferenças, porém estes devem buscar condições para garantir sua permanência e sucesso no ambiente escolar.

Um exemplo de escola que está tentando se ampliar no ângulo dos deficientes é o Colégio de Aplicação (UFSC), que teve novas reformas que está facilitando a locomoção das cadeiras de rodas, além de oferecer , alguém (um bolsista) que acompanhe e ajude aos que necessitam.
Nossas ruas são uma das coisas que não estão completamente estruturadas à eles, encontramos muitas ruas com buracos, calçadas mal feitas.Já os transportes públicos encontramos bem poucos que são adaptados aos deficientes físicos.

Com o texto estudado em aula, sobre uma entrevista de Marcelo Rubens Paiva e de Marcelo Yura observamos que ambos relatam ser paraplégicos,mas percebemos grandes diferença entre eles.

Marcelo Rubens era produtor e ator , já escreveu sete livros, sete peças e apresentou programa de TV , hoje é colunista de jornais e revistas. Ele é paraplégico há 23 anos. Ao se tornar paraplégico tornou-se um homem frustrado. Ele levou dois anos para começar a sair de casa sem se sentir inseguro, sem se preocupar com as pessoas olhando para ele com um jeito diferente, teve que mudar seus hábitos completamente.
Para Marcelo a deficiência atrapalhou sim, no começo,mas com o tempo ele foi aceitando está deficiência. Mesmo estando limitado ele continua fazendo seus exercícios fisícos, continua tendo relações sexuais e continua vivendo sua vida do modo dele.
Ele aprendeu realmente a viver mais .

Já Marcelo Yuka, ex-baterista de “O Rapp”afirma que ninguém pode ser feliz em uma cadeira de rodas.
Com o acidente é recente o processo de aceitação é demorado , ainda mais pra ele, que se tornou paraplégico ainda famoso, ele tinha uma imagem pública quando o acidente aconteceu , tudo na sua vida mudou. Marcelo Yuka com o tempo vai tentando adaptar-se a nova vida , às mudanças e á aceitação.

Com esse texto , temos em vista que assim como uma pessoa normal , eles não devem ser tratados com diferença alguma, devem ter sim, melhores cuidados, não podendo então ser discriminados.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

O que é ser Jovem

Por Lucas Silveira,

Ser jovem não é ser irresponsável, como ocorre como freqüência. Ser jovem não é ser tolo. Há várias formas de ser jovem e nenhuma delas restringe-se às aparências. Infelizmente, “vivemos em uma sociedade de estereótipos que camuflam a verdadeira essência das pessoas e, inclusive, a verdadeira essência da juventude”.

Ser jovem é ser alegre, divertido, otimista, independente da idade, devemos ser jovens de espírito e coração. Ter ideias avançadas, criativas. Nunca desistir de nossas ideais. Saber aproveitar os momentos, como se fosse o último. Sentir liberdade, não se prender e se alienar a nada. Ter personalidade.
Deve-se sorrir, chorar, gritar, pular, teimar, amar. Não guardar mágoas. Não ser invejoso. Aproveitar e saber viver a vida e dar a ela seu valor... É ser responsável em todos os momentos, se divertir com os amigos. Compreender a realidade da vida, dedicar-se aos estudos e trabalhar com honestidade, ajudar o amigo na hora certa... Todos somos jovens, existem os jovens de idade e os jovens de coração.

COM ISSO, PERCEBEMOS QUE:
A juventude está dentro de cada um, depende de quem aprende a vivenciá-la.



Fonte: http://recantodasletras.uol.com.br/juvenil/387452

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Maus tratos contra animais

Por Thais,

Olá pessoal !

Hoje estou aqui para falar um pouco dos maus tratos contra os animais que hoje em dia está constante em nosso dia a dia.

Muitos ainda não sabem deste mal, mas ele existe. Você já parou para pensar quantos animais mortos na estrada você já viu? Quantas pessoas abandonam seus bichos? Campanhas não são à toa, basta você fazer uma pequena pesquisa para entender o desespero das pessoas que conhecem o outro lado da vida dos animais que não recebem o carinho que, por exemplo, recebe seu animalzinho doméstico!

Neste mundo há coisas inacreditáveis que talvez você não conheça, vou citar alguns exemplos de maus tratos:

- Abandonar, espancar, mutilar e envenenar;
- Manter preso permanentemente em correntes;
- Manter em locais pequenos e anti-higiênico;
- Não abrigar do sol, da chuva e do frio;
- Deixar sem ventilação ou luz solar;
- Não dar água e comida diariamente;
- Negar assistência veterinária ao animal doente ou ferido;
- Obrigar a trabalho excessivo ou superior a sua força;
- Capturar animais silvestres;
- Utilizar animal em shows que possam lhe causar pânico ou estresse;
- Promover violência como rinhas de galo, farra-do-boi etc..

Pois é, pessoas maltratam esses animais e não te pena deles, mais se estas pessoas se colocassem no lugar dos animais não iam gostar que fizessem o mesmo. Existe um lei Ambiental para isso é a Lei Federal 9.605/98 – dos Crimes Ambientais:

Art. 32º Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos:
Pena: detenção, de três meses a um ano, e multa.

§ 1º Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.

§ 2º A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.
Você pode denunciar QUALQUER criminoso, ainda mais estes que maltratam os animais, peço que pense com carinho em seu animal que esta lá na sua casa lhe esperando ou, para aqueles que não os tem, que conscientizem o máximo de pessoas que puderem deste mal que infelizmente existe!

domingo, 16 de maio de 2010

Retorno do campo

Por prof. José Carlos,


Olá pessoal,

Estivemos em campo, nos Assentamentos União da Vitória e Vitória da Conquista, no período de 12 a 14 de maio, desenvolvendo estudos relacionados aos diversos projetos de pesquisa construídos nos últimos dois meses. Agora é o momento de reunirmos o material coletado, a experiência vivida e as muitas leituras que fizemos, para assim iniciarmos a construção do ensaio escolar. Alguns lembretes importantes:

1- Iniciar a transcrição das gravações;

2- passar a limpo o material escrito e,

3- reunir o maior número de textos que possam auxiliar a construção do ensaio escolar.

Ponto de vista

Por Lucas André,

Olá pessoal,


No Brasil a desigualdade social e a violência crescem cada vez mais. Nas ruas encontramos jovens e adultos, fumando, se prostituindo. Temos vários projetos e ONGs que ajudam essas pessoas mas, muitos não dão conta pois estão cheios, e o número de pessoas que estão nessas situações crescem cada vez mais. Em geral, crianças que moram em favelas acabam vendo traficantes andando com armas, carros e motos e acabam querendo ser que nem eles.
O que fazer?

Nomofobia: Medo de que?

Por Lucas André,

Olá pessoal,

Na Era da tecnologia nos deparamos com várias fobias e a última que aprendi foi a Nomofobia .
Achei o nome muito engraçado porém, de graça, a fobia não tem nada.

Mas o que é a NOMOFOBIA?

Nomofobia é uma nova expressão usada para designar a fobia ou a sensação de angústia que surge quando alguém se sente impossibilitado de se comunicar por estar sem seu aparelho celular ou outro telemóvel.

Uma pesquisa de uma revista britanica comprovou que cerca de 53% das pessoas que tem a doença usam celulares...

E vocês, acham que são Nomofobos?

E isso inclui celular, notebook, netbook e todo os aparelhos tecnológico que a deixa você conectado com o mundo.

domingo, 9 de maio de 2010

A Sociologia e a metamorfose social

Por Túlio,
Olá pessoal,
Nós alunos da oitava série do colégio de Aplicação fazemos parte de um tipo de grupo social. Sendo assim somos seres o qual vivemos em grupos sociais.
Conceituar Sociologia sabemos que não é difícil, temos os conceitos nos livros. Porém compreender as ações e relações do comportamento humano requer estudos aprofundados da Ciência Sociologia. A Revolução Industrial e a Revolução Francesa tiveram grandes influências no comportamento humano, na organização social, hoje século vinte e um vivenciamos as modificações na sociedade, vestígios dos acontecimentos marcantes do século dezoito.
A instalação definitiva do capitalismo fortalece novas formas de organização social como estes fatores:
-o avanço tecnológico
-a abolição da escravatura
-a destruição das famílias patriarcais
-o abandono do trabalho do campo
- surgimento das periferias e favelas
-a exploração do trabalho infantil
-a luta feministas em busca da valorização do trabalho.
Considero inúmeros fatores que influenciaram na mudança do comportamento humano na interação social, as influências através dos meios de comunicação, muitos fatos, atos e relatos contribuem com desequilíbrio pisco social a insatisfação material pode desencadear patologias distúrbios semelhante a depressão .
Precisamos mediar, analisar e refletir as informações que recebemos absorver as informações as quais consideramos ser positivas para concluir nossos projetos e objetivos ao bem comum próprio e social.
O que estou escrevendo aqui considero ser um exemplo de expressão de liberdade .Ter liberdade é ser social, é ser justo e democrático, a era dos blogs é fantástica porém precisamos selecionar os fatos e os acontecimentos. Preocupar-se com leitor considero ser uma ação social.
Muitas notícias transforman o comportamento humano por exemplo: os desastres naturais, a violência no trânsito, a miséria no Brasil e no mundo, o avanço tecnológico e os avanços científicos das células tronco, em evidência .
Fonte de pesquisa revista super interessante coleções ,5 de Agosto de 2007